Gravidez psicológica

1º Fonte sobre Gravidez Psicológica:

A gravidez psicológica é uma síndrome que pode acontecer em mulheres que desejam ser mãe ou que possuem medo da responsabilidade de ter um filho. A partir dessas sensações, o inconsciente da mulher passa a manifestar-se através de reações corpóreas que se assemelha a uma gravidez de fato. O útero começa a crescer, a mulher sente enjôo, náuseas, tem sua menstruação interrompida, as glândulas mamárias são ativadas assim como ocorre em uma mulher com um embrião em desenvolvimento dentro de seu organismo.

Também conhecida como pseudogestação, a gestação psicológica pode ocorrer em qualquer mulher, como já dito, que deseja muito ou que tem muito medo de engravidar, porém acomete principalmente mulheres de pouca instrução. Por ser uma síndrome psicológica, é necessário preparar a pessoa para sua real situação, pois ela não aceitará que não está grávida.

Com acompanhamento psicológico, a mulher aos poucos perceberá que movida pelo inconsciente passou a apresentar reações. Também pode-se adotar tratamentos hormonais para diminuir a produção do hormônio prolactina, responsável pela inibição da menstruação e pela ativação da lactação. Fonte

2º Fonte sobre Gravidez Psicológica:

Inchaço, enjôos, menstruação atrasada: são os primeiros indícios de que um bebê está por vir. Mas mesmo com todos esses sintomas, é necessário realizar um exame clínico para confirmar de fato a gravidez, uma vez que em alguns casos, a gravidez pode ser psicológica.

A gravidez psicológica não é um fenômeno muito comum. Nesses casos, o cérebro da mulher cria uma gestação falsa e envia sinais para o corpo da mulher, que começa a apresentar características típicas do período da gestação. Portanto, mesmo sem o feto, o organismo age como se tivesse uma gestação.

Causas. Não existe uma causa certa para o problema. Especialistas indicam que alguns fatores podem desencadear a gravidez psicológica, principalmente questões emocionais como, problemas para engravidar, medo inconsciente dessa responsabilidade e outros. Para essas causas, os tratamentos psicológicos podem solucionar.

Quando problemas físicos, como desequilíbrios hormonais levam à gestação psicológica, é mais preocupante. Nesses casos, a mulher pode estar com os hormônios do ovário alterados ou com a prolactina alterada, o que suspende a menstruação. Patologias como ovários policísticos ou neoplasias uterinas também podem gerar a gravidez psicológica.

Com os exames de ultra-sons utilizados atualmente, o quadro de gravidez psicológica pode ser descoberto bastante no início. Daí a importância da realização de exames de ultra-sonografias, que assegurarão a saúde da mulher. Fonte